terça-feira, agosto 01, 2006

o sábado que vale uma quinta!


Não estranhe o título... sem tempo para deixar uma opinião sobre alguma coisa mais curiosa ou provocativa em ciências, fica aqui mais um comentário sobre as visitas ao via gene (que continuam tímidas, mas "densas" - devido ao privilégio de receber "visitas comentadas"). Depois de registrar o "efeito Marcelo Leite", as visitas retornaram ao seu nível basal, mas achei curioso constatar que neste último sábado (29/07) o via gene recebeu 25 visitas (!) se aproximando do "score" da última quinta-feira (27/07) de 27 "hits" (é sabido que quartas e quintas são privilegiadas em termos de acessos, reflexo de uma atividade "on-line" mais intensa, um fenômeno que parece ser generalizado na www - alguém comentou algo a respeito anteriormente, depois incluo o "link", OK?). Neste sentido, foi um sábado de Aleluia (!) precedido por uma "sexta-feira 13"... bem, esta foi só uma micro-observação diretamente do micro-universo em que me encontro hoje (este final de mês está exigindo atenção demais e dispersão de menos...).

8 comentários:

Adilson J A de Oliveira disse...

Ana Cláudia,
Eu tenho uma explicação!!!!
Sábado (pelo menos em São Carlos) fez um frio danado.... Então o pessoal acessou mais a internet.
Eu acessei o seu blog no sábado.
Um abraço e não se intimide com a freqüência no blog, pois sem dúvida ele é muito legal...
Um abraço
Adilson

via gene disse...

Isso Adilson!

Gostei da explicação, muito científica! Vou torcer por mais dias de frio :) Obrigada pela impressão positiva sobre o via gene!

um abraço,

ana claudia

Luis Brudna disse...

Percebo que posts que tem um texto mais solto têm mais comentários.
Acho que o pessoal fica inibido em comentar algo muito formal. :-)

(comentário nada a ver com o post)

via gene disse...

Ah, mas tem a ver sim! Também já pensei nisso, engraçado mesmo. E vi há pouco a sua nota sobre o vídeo de explosões... alcalinas (era isso?). Gostei dos vídeos e estava acreditando em tudo, foi legal saber da "errata", será que o vídeo do nitrogênio líquido na piscina é real? Fiquei impressionada. Quem é essa gente que faz essas coisas? Estudantes de química?

meu comentário conseguiu ser ainda mais "out"... e deveria ter sido incluído no Gluon e não aqui...

abraços,

ana claudia (meio sem-noção hoje)

Luis Brudna disse...

Hehe.. sem problema. :-)
Eh... eu tbem gostei do video das explosoes. Ateh mostrei pruns alunos. Ainda bem que nao foi pra turma toda. O mico foi menor. hehe

Rogério Silva disse...

Eu que o diga!!! Iniciei pra valer com meu blog em 06/05 para prestar uma homenagem ao Freud pelos 150 anos de seu nascimento. Já fiz até agora 26 postagens entre artigos, entrevistas, tirinhas e outros, e por incrível que pareça o post que mais tive comentários foi o que vc comentou (4). Penso que o saber e a cultura inibem. Os blogs "bobagens" bombam em comentários, muitas vezes indecifráveis. Mas como fazer isto em ciências ou psicanálise?
Noblat com política é covardia!!
Marcelo Leite (com a Folha S.P.)não dá pra concorrer. Mas eu tenho esperanças.
abraços rogerio

via gene disse...

Olá Rogério, obrigada pela manifestação!

pois é... acho que estamos numa "marginalidade" blogística com chances de saltar para órbitas mais "populares" em algum momento... (essa alusão às órbitas atômicas é culpa do Blog Glúon - que alimenta a blogosfera com reações e temas químicos). Há de se manter a publicação dos assuntos científicos (densos ou não), à revelia do número de comentários que gera (ou melhor, não gera :)). Afinal, isso não quer dizer que não sejam lidos. E número de comentário é muito suspeito: quando o Marcelo Leite "fala mal" do astronauta brasilliero os comentários explodem em 80 - 100, mas já vi outras colocações bem mais informativas com relação ao conteúdo científico propriamente dito que ficam em O (zero), então o efeito é meio generalizado mesmo. Depende da identificação de quem lê, ontem vi 28 comentários a um "post" do Marcelo Coelho (Folha de SP, também) falando sobre a manipulação (via birras) exercida por filhos de 2 anos sobre os pais... e uma experiência dele que "gelou" a pequena criatura por um tempo e gerou uma transformação no comportamento deste. Quem tem, já teve ou convive com crianças nesta idade dificilmente resiste a comentar algum episódio. Mas é um fenômeno curioso sim, pois há a possibilidade de incluir comentários anônimos, e assim evitar a exposição pública ou a indimidação, bastando a máscara virtual... mas não entendo nada sobre os mistérios que regem a mente humana, deixo contigo.
abraços,
ana claudia

Rogério Silva disse...

E como dizia Lacan, se o paciente volta, há psicanálise. Parodiando, se o vizitante volta, há blog.
abs rogerio